Telemedicina: 5 ferramentas que facilitam a vida do paciente

A telemedicina é um modelo online da área que permite tratar dos pacientes mesmo à distância. Também pode ser útil para os médicos trocarem dados e análises de resultados dos exames.

Por muito tempo a medicina funcionou dentro do mesmo padrão. Porém, graças aos avanços contínuos da tecnologia, diversos fatores começaram a mudar os pilares da saúde. Continue lendo esse conteúdo para saber mais sobre o assunto e como funciona!

Telemedicina: o que é e como funciona?

Apesar de ter ganho mais espaço durante os últimos anos, o conceito da telemedicina surgiu por volta dos anos 50. No começo, apenas alguns hospitais usavam monitores para alcançar pacientes mais distantes.

Ao longo do tempo, os médicos já podiam contatar os pacientes por meio de telefones, celulares e computadores. É claro que com o passar do tempo e a grande revolução digital, essa área pôde expandir-se mais.

Estima-se que aqui no Brasil as primeiras experiências com a telemedicina surgiram por volta de 1994. Onde os médicos usavam a tecnologia em exames feitos à distância.

Hoje em dia, há uma série de ferramentas e softwares que podem ser usados para atender um paciente à distância. No entanto, a oferta de serviços clínicos oferecidos por esse modelo é bem ampla.

Para entender melhor, veja logo abaixo quais são as principais áreas de atuação da telemedicina.

1. Telelaudos

É possível emitir laudos à distância, mais conhecidos como telelaudos. Isso é feito por meio de softwares da área que recebem uma série de exames para análise de um profissional.

2. Teleconsulta

em tempos de pandemia a presença física de médicos e pacientes não é mais necessária graças a teleconsulta
Close up of a senior man consulting with a doctor on his laptop

A teleconsulta permite que o médico atenda o paciente à distância e abrange vários tipos de serviços da rotina de uma clínica, porém, em um ambiente digital.

Além dos pacientes, a teleconsulta também pode ser feita entre o médico e outros especialistas, para tratar de assuntos mais específicos. Tudo isso é feito através de uma plataforma digital, usando vídeos, chat, troca de áudios, etc.

3. Telecirurgia

É possível realizar cirurgias por meio da telecirurgia, com a ajuda de um robô controlado por um médico à distância. Esse processo é essencial em casos de cirurgias mais específicas em que não há tantos especialistas aptos para realizá-las por perto.

Uma das exigências é que um outro médico também esteja presente durante todo o processo, para continuar caso haja algum imprevisto.

4. Telediagnóstico

A partir dos telelaudos emitidos pelas clínicas e hospitais, diversos especialistas de qualquer região podem avaliar os laudos para chegar a um diagnóstico.

5. Telemonitoramento

Com o telemonitoramento é possível vigiar os parâmetros de saúde dos pacientes internados em clínicas ou em casa, mesmo à distância. Para isso, são usados equipamentos que medem os sinais vitais do paciente e transmitem os dados direto para o médico responsável.

Porém, para instalar os aparelhos e fazer o controle periódico, é necessário que um médico esteja presente no local. Para certificar-se de que tudo funciona do modo correto. 

Benefícios da telemedicina

Embora muitos médicos ainda acreditem que a telemedicina irá tomar os seus trabalhos, na verdade, é o contrário. Trata-se de uma área que completa a medicina e que visa beneficiar tanto os profissionais quanto os pacientes.

Veja logo abaixo alguns dos principais benefícios dessa área.

Diminui o número de encaminhamentos para especialistas

Com o atendimento a distância, é possível reduzir o número de encaminhamentos dos pacientes para especialistas. Isso porque o médico poderá diagnosticar o problema do paciente muito antes, sem precisar enviá-lo a outro médico.

Reduz as internações desnecessárias

Como já era de se esperar, a lista de espera de pacientes diminuiu devido ao aumento do número de consultas efetivadas.

Maior economia de custos

Por não ser preciso muitos recursos, os serviços de teleconsulta garantem uma maior economia de custos, tanto para os pacientes quanto para os profissionais da área.

Além disso, esse fator também beneficia o meio ambiente, devido a redução de materiais poluentes.

Mais prático e cômodo

Tendo em vista que o paciente não precisará se locomover para uma região mais longe, a telemedicina é bem mais prática e cômoda.

Maior segurança para os pacientes

Não é incomum que a exposição do paciente em um ambiente hospitalar possa representar certos riscos à saúde ou até mesmo para locomover-se até o local. Com a consulta à distância, o paciente não corre esse tipo de risco.

Respostas mais rápidas

Por meio de uma consulta à distância, o atendimento é muito mais rápido e eficaz, o que é essencial para a saúde do paciente. Certos fatores como as dificuldades para ir até o hospital ou para agendar a consulta podem agravar o problema e até elevar o estresse.

Isso faz com que a telemedicina seja um recurso mais eficiente para tratar do paciente, mesmo que seja apenas para responder algumas dúvidas sobre o seu estado de saúde.

Disponibilidade e facilidade de acesso

Como dito acima, para certos tratamentos pode ser mais difícil encontrar médicos com experiência na área. Pode ser que eles estejam em outro estado ou até mesmo outro país.

Com a telemedicina esse contato torna-se mais fácil, a partir de qualquer local do mundo. Esse fator contribui para o aumento de pessoas que podem receber o atendimento adequado, sem levar em conta as fronteiras geográficas.

Previne o agravamento de doenças

É comum que muitos pacientes não façam as consultas adequadas devido sua dificuldade para ir até o hospital. Com isso, pode acabar agravando mais ainda o seu quadro clínico.

Por isso que a telemedicina é mais prática para tratar dos pacientes de qualquer lugar que estejam. Com isso, o problema é tratado de forma precoce e previne que evolua para quadros mais graves.

Conclusão

Como você pôde ver ao longo desse conteúdo, a telemedicina é o braço direito da medicina. Essa área usa os meios digitais para tratar dos pacientes mais distantes, entre outras opções.

A tendência é que a área evolua ainda mais com o passar dos anos e se torne cada vez mais usada entre os profissionais. O que você achou deste conteúdo? Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

Gostou desse produto? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram