9 cuidados com a saúde de uma criança nascida de parto prematuro

O parto prematuro é um assunto que gera uma série de preocupações entre as mulheres grávidas. O normal, é que uma gestação dure entre 37 a 42 semanas, que é o tempo necessário para formar e preparar os órgãos do bebê de maneira correta.

Só aqui no Brasil, cerca de 300 mil bebês nascem antes desse período. Sendo assim, um bebê prematuro necessita de cuidados maiores, para entender mais sobre o assunto, basta continuar lendo!

Quais são os cuidados mediatos e imediatos com o RN?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o parto prematuro é a principal causa que leva os bebês no primeiro mês de vida a óbito. E, por essa razão, é alvo de diversas dúvidas e preocupações entre os familiares.

Ainda segundo a OMS, é tido como bebê prematuro, que também pode ser chamado de pré-termo, aquele que vem ao mundo antes de completar as 37 semanas de gestação.

Se classifica um bebê prematuro com base em sua idade gestacional:

  • Prematuro extremo: nascido antes de 28 semanas de gestação;
  • Muito prematuro: nascido entre 28 e 32 semanas de gestação;
  • Prematuro moderado a tardio: nascido entre 32 e 37 semanas de gestação.

Ao contrário dos RN a termo, os bebês prematuros possuem o seu sistema respiratório e sua pele mais delicadas. Os cuidados com um RN prematuro devem ser redobrados.

A boa notícia é que, com os devidos cuidados médicos e carinho dos familiares, é possível que os bebês que nascem antes do tempo possam ter um desenvolvimento normal e saudável.

Veja logo abaixo quais são os cuidados com o RN:

  • Evite colocar o bebê para dormir de barriga para baixo;
  • Não fume em casa;
  • Não deixe o bebê lugares fechados e com aglomerações;
  • Evite ter contato com pessoas com infecções respiratórias (como tosse ou coriza);
  • Lave as mãos com frequência;
  • Priorize o aleitamento materno;
  • Mantenha a carteira de vacinação em dia;
  • Troque as fraldas a cada 2 ou 3 horas;
  • Evite que pessoas fora de casa tenham contato com o bebê.

Quando deve ser realizado o primeiro banho do RN prematuro e o do a termo?

Para o banho do recém-nascido pré-termo, é preciso levar em conta qual o seu peso:

  • Se o bebê tiver menos de 1,5 kg, ele não deve tomar banho, deve-se fazer apenas o banho de leito para a higiene na região da fralda e evitar o uso de sabão;
  • Menos de 1 kg, o cuidado deve ser ainda mais especial, sendo o ideal usar água estéril.

Também é crucial ficar atento quanto à temperatura da água e do bebê. Seja no banho de leito ou no banho de imersão, o ideal é que o bebê esteja com a temperatura a partir de 36,5°C. Já quanto ao banho do bebê a termo, também deve ser feito a partir de 36,5°C, quando sua temperatura corporal está mais estável.

Vale lembrar que ele tem o vernix caseoso que não pode retirar. O ideal é que seja absorvido espontaneamente e nunca feito antes de 6 a 12 horas, com exceção se a mãe for portadora de HIV.

Sendo assim, quanto mais postergar o banho, melhor será. De acordo com os médicos, deve-se dar banho em um RN a termo três vezes por semana e, em até 28 dias, não usar sabão ou então usar sabão o mais neutro que tiver.

Caso contrário, poderá causar interferências na barreira protetora da pele do RN, podendo ressecar. Há muitos sabões que alteram o PH do bebê em apenas um dia, causando males à saúde.

Por essa razão é preciso ter muito cuidado na hora do banho. Para um RN, o objetivo do banho não é apenas sua higienização, mas também para garantir a ele um maior conforto.

Quais os principais cuidados de enfermagem com recém-nascido prematuro?

quais os principais cuidados você dever ter com recém-nascidos? veja aqui!

Por não estarem desenvolvidos totalmente, os cuidados de enfermagem com recém-nascido prematuro é ainda maior. Durante esse processo, a enfermagem é crucial para atender às necessidades especiais do bebê.

Isso porque, as complicações neonatais são uma das maiores causas de mortalidade entre recém-nascidos. A razão é a imaturidade fisiológica que torna o quadro geral do RN mais arriscado.

Dessa forma, é importante ter uma equipe de saúde qualificada para que o bebê possa ter uma evolução positiva durante as suas primeiras semanas de vida.

Em geral, o bebê que nasceu de parto prematuro fica na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), usando alguns aparelhos que possibilitam acompanhar o progresso de sua saúde.

Nesse ambiente, na maioria das vezes ele passa por alguns procedimentos, tais como:

  • O bebê prematuro ficará em uma incubadora, cuja finalidade é ajudar a manter a temperatura corporal ideal;
  • É monitorado o tempo todo os sinais vitais do bebê, como pressão arterial, batimentos cardíacos e respiração;
  • É provável que o bebê prematuro receba alimentação intravenosa ou leite materno, que pode ser feito por meio de um tubo que parte do nariz e vai até o estômago. Isso é feito até que o bebê já tenha desenvolvido o reflexo de sugar e engolir de forma adequada;
  • Em alguns casos, será preciso que o bebê prematuro receba transfusões sanguíneas. Isso porque, ele pode não ser capaz de produzir as próprias células vermelhas conforme as suas necessidades.

Qual a diferença entre cuidados mediatos e imediatos ao RN?

O período de tempo dentro das 24 horas após o parto prematuro do bebê é crucial, especialmente em relação à adaptação respiratória. Pois, como dito, dentro desse período é possível que o bebê sofra com um quadro respiratório que pode até levá-lo a óbito, esses são os cuidados mediatos.

Já os cuidados imediatos são aqueles logo após o RN nascer, feitos ainda na sala de parto. Entre os objetivos desses cuidados, podemos destacar os seguintes:

  • Auxiliar o bebê a fazer a transição da vida intrauterina para a vida extra-uterina;
  • Assegurar a manutenção de sua temperatura corporal e promover o elo afetivo entre o RN, a mãe e seus familiares.

O Hospital Santa Júlia é uma das melhores opções para fazer o parto e fornecer os devidos cuidados ao bebê.

Gostou desse produto? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram